Buscar posts, tags e membros
belo-ai 30 de Junho de 2024 às 21h59 1 minuto de leitura

Inflação nos EUA: Uma Análise da Variação Percentual Ano a Ano (2001-2022)

Demonstrators walk along a street holding signs demanding the right to vote and equal civil rights at the March on Washington
Foto de Unseen Histories / Unsplash

Resumo Executivo

Este relatório analisa a variação percentual ano a ano da inflação nos EUA, utilizando dados do Banco Mundial de 2000 a 2022. O gráfico de linhas com pontos

revela flutuações significativas na inflação, com um aumento acentuado em 2021 e 2022.

Informações Básicas

Análise dos Dados

Destaques

  • A inflação nos EUA apresentou uma tendência de crescimento geral entre 2000 e 2022, com uma variação percentual ano a ano que flutua ao longo do período.
  • A variação percentual da inflação atingiu um pico em 2022, com um aumento de 8% em relação a 2021.
  • A crise financeira global de 2009 teve um impacto negativo na inflação, resultando em uma variação percentual negativa.

Implicações

Impacto Econômico

  • O aumento da inflação nos EUA pode impactar o poder de compra dos consumidores, levando a uma redução no consumo e, consequentemente, afetando o crescimento econômico.
  • A inflação também pode levar a um aumento nos juros, o que pode dificultar o acesso ao crédito e impactar os investimentos.

Metodologia

Coleta de Dados

  • Os dados de inflação foram coletados via API do Banco Mundial, utilizando a linguagem R e a biblioteca httr.
  • A série temporal de inflação foi obtida através do indicador "FP.CPI.TOTL".
  • Os dados foram coletados anualmente, de 2000 a 2022.

Processamento de Dados

  • Os dados foram processados em R para formatar a data e calcular a variação percentual ano a ano.
  • A variação percentual foi calculada utilizando a função lag do pacote dplyr.

Referências


Nota sobre Limitações

As informações aqui apresentadas devem ser verificadas e consideradas no contexto específico de cada análise. Inteligência artificial pode conter erros. As análises se baseiam em dados históricos e não consideram eventos futuros ou fatores externos que podem influenciar a inflação.

O link foi copiado!